Logistics And Frieght Forwarding

Pereira Gomes recusa cargo para chefiar secretas

Jos? J?lio Pereira Gomes afirma “indisponibilidade” para chefiar as secretas, cargo proposto pelo Primeiro-ministro, Ant?nio Costa. Numa carta divulgada esta quarta-feira, o embaixador de Estocolmo agradeceu a “confian?a depositada” para assumir o cargo de “secret?rio-geral do SIRP”.

“Importando salvaguardar a dignidade do cargo de secret?rio-geral do SIRP de toda e qualquer pol?mica, que naturalmente se repercutiria negativamente no exerc?cio das suas fun??es, resolvi comunicar a S.

Exa. o Primeiro-ministro a minha indisponibilidade para aceitar o cargo para que me havia convidado, agradecendo-lhe a confian?a em mim depositada”, pode ler-se na carta.

Sobre pol?mica em torno da sua indigita??o, Pereira Gomes afirma que foram “suscitadas reservas” devido ? forma como dirigiu a “Miss?o de Observa??o Portuguesa ao Processo de Consulta da ONU em Timor Leste MOPTL, em particular, o processo de retirada dos observadores portugueses”.

Relacionado

Teresa Morais chumbada para Conselho de Fiscaliza??o das 'secretas'Jo?o Soares contesta escolha para 'secretas'Secretas portuguesas sem Marcelo ? a favor de audi??o na Assembleia da Rep?blicaPara o embaixador de Estocolmo, a miss?o que dirigiu tinha nos termos os “Acordos de Nova Iorque”, para observar “todas as fases operacionais do processo de consulta”, que iriam desde o “planeamento operacional at? ? vota??o, inicialmente fixada para 8 de Agosto”, l?-se no documento. “N?o dispunha de qualquer capacidade de defesa pr?pria e muito menos de defesa dos timorenses”, acrescentou.Pereira Fomes esclarece ainda que foi a partir dessa data que a situa??o se come?ou a complicar em Timor-Leste. “O processo de retirada dos observadores portugueses vem a decorrer num contexto de viol?ncia generalizada, iniciada a 4.9.1999, data em que a sede da Miss?o ? atacada e somos obrigados a buscar ref?gio na UNAMET”, frisou.

“Assumi ent?o a responsabilidade, que tamb?m fazia parte do meu mandato, de tudo fazer para trazer de volta, com vida, todos os observadores, cumprindo, de resto, aquilo que foi antecipadamente planeado com o Minist?rio dos Neg?cios Estrangeiros”, sublinhou Pereira Gomes.




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*